Mulher que sobreviveu a aborto perdoa os pais: ‘Escolhi entregar a dor para Deus’

Mulher que sobreviveu a aborto perdoa os pais: ‘Escolhi entregar a dor para Deus’

Dawn Milberger é uma sobrevivente de aborto e está compartilhando seu testemunho de como Deus usou sua mãe adotiva para lhe ensinar sobre o perdão e lhe trazer cura emocional.

Hoje, com 55 anos, Dawn sempre soube que foi adotada por sua família cristã. “Minha mãe disse: 'Você é minha boneca e do papai. Alguém deu você para nós, e você é nossa agora'”, contou ela, em entrevista ao The Epoch Times.

Mas, aos 18 anos, Dawn descobriu que era uma sobrevivente de aborto e que seus pais biológicos tentaram lhe matar por diversas vezes.

Para ela, o útero materno foi “o lugar mais assustador do mundo”. “Não é todo dia que você ouve que alguém tentou acabar com sua vida por sete meses quando você está mais vulnerável”, disse.

Ao saber de sua história quase trágica, Milberger disse aos pais adotivos que queria encontrar seus pais biológicos. Eles o apoiaram e com a ajuda da agência de adoção, organizaram um encontro.

Ao se conhecerem, os pais biológicos de Dawn pediram perdão a filha e contaram que a decisão de abortar foi fruto de suas más escolhas no passado.

“Não poderíamos envergonhar nossas famílias. Você foi a evidência do nosso pecado. Você era a evidência de nossas escolhas, e você não poderia existir”, confessou a mãe.

“Eu tentei me livrar de você, eu não queria estar grávida. Eu não queria parecer grávida. Eu não queria perder meu emprego. Fiz tudo o que sabia para tentar acabar com sua vida”.

Na época, a mãe de Dawn recebeu injeções para interromper a gestação de uma amiga enfermeira, que roubava a substância do consultório onde trabalhava. Mas a tentativa não deu certo.

O pai biológico também confessou seus erros. “Preciso pedir seu perdão também. Eu usei o estômago dela como um saco de pancadas para fazer você cair. Eu pressionei, empurrei e fiz tudo o que sabia fazer sem machucá-la para acabar com sua vida”.

A raiva se transformou em compaixão

O relato de sua família biológica encheu o coração de Dawn de raiva. Então, a mãe adotiva lhe ajudou a enxergar seu trauma através da graça de Deus.

“Isso não mostra o quão longe do Senhor eles estavam naquele momento de suas vidas? Isso não parte seu coração? O que você vai fazer com isso? Você tem duas pessoas procurando por misericórdia, é melhor você ter muito cuidado com a forma como você responde a isso”, ponderou a mãe.

Então, a filha foi tomada de um sentimento de compaixão por seus pais biológicos. 

“Fui imediatamente redirecionado da raiva orgulhosa em minha dor para a compaixão por essas duas pessoas que passaram todo esse tempo tentando me matar. Então, foi uma grande lição de perdão e misericórdia”, testemunhou Dawn.

Milberger disse que Deus lhe ensinou o caminho do perdão e da misericórdia. “Não é descartar a dor que causou, eu escolho liberar essa dor para o único Deus verdadeiro. E Ele e eu vamos lidar com isso, mas não vou usar isso contra [meus pais biológicos]”, esclareceu.

E a cristã ensina: “Você não encontrará a verdadeira paz até que confie em Deus. Ele corrigirá os erros. Você tem que aprender a perdoar e não esquecer, mas seguir em frente com a nova informação de que já está tudo bem. Deixe que Ele cuide da justiça”.

Fonte: Guiame com informações de FaithPot

Postar um comentário

0 Comentários