Membro de gangue e esposa viciada encontram Jesus e se tornam pastores na Califórnia

Membro de gangue e esposa viciada encontram Jesus e se tornam pastores na Califórnia

Quando criança, o mexicano Tomas Bueno viu seu pai ser morto a tiros na porta de casa. Para fugir da violência, sua mãe se mudou com os filhos para os Estados Unidos.

Crescendo na Califórnia, com apenas 13 anos, Tomas abandonou a escola para usar drogas, por influência de um amigo de rua. Com 16 anos, ele já estava viciado em metanfetamina.

“Todos os meus amigos já estavam fazendo isso e eles disseram: 'Você tem que tentar. Você pode ficar acordado a noite toda e beber'”, contou Bueno no podcast da Virginia Beach Potter's House.

Em 1998, ele engravidou uma garota, Karina, e prometeu se responsabilizar. "Não se preocupe, vamos fazer isso funcionar. Eu te ligo amanhã”, disse o jovem à menina que havia acabado de conhecer.

Mas, Tomas não ligou durante três meses, por estar totalmente envolvido em sua nova gangue, festas e drogas. O jovem só assumiu a responsabilidade pelo filho, quando quase morreu após ser baleado por uma gangue rival.

“Quando você leva um tiro na parte superior do tronco, eles basicamente cortam você e avaliam seus órgãos para ver o que foi danificado. Fiquei oito dias no hospital. Levei alguns meses para me recuperar”, relatou ele.

“Cara, eu tenho um filho lá fora e poderia ter morrido”, refletiu o gângster. Enquanto isso, Karina foi presa durante 60 dias e foi deportada para seu país natal, por não cumprir um programa de reabilitação de drogas ordenado pela justiça.

Para ajudá-la a ganhar a cidadania americana, Tomas se casou com ela. Porém, ele era abusivo com a esposa e o casal logo enfrentou problemas no casamento. 

Nessa mesma época, um conflito interno explodiu na gangue e os membros juravam Tomas de morte. 

“Eu estava drogado na frente da minha casa e olhei para baixo e vi esses dois caras rastejando pelos outros gramados tentando se aproximar de nós para nos matar. Isso aconteceu mais de uma vez”, afirmou.

Ouvindo sobre Jesus no supermercado

Em 2001, um ex-membro de gangue, que se converteu ao Evangelho, encontrou Tomas e seu irmão no supermercado, compartilhou Jesus e os convidou para irem à igreja.

Tomas foi em alguns cultos, mas continuava nas drogas. Até que certo dia, ele percebeu sua miséria, depois que seu irmão desmaiou em um banheiro por usar metanfetamina.

“Naquele momento, um milhão de perguntas passaram pela minha cabeça: E se seu irmão morrer? O que vou dizer para minha família? E você? Quer continuar vivendo assim?”, lembrou.

“Eu estava chorando.Tudo o que eu conseguia pensar era que eu tinha que chegar à igreja”, revelou.

Na manhã seguinte, Tomas foi à igreja e se rendeu a Jesus no altar. “Eu literalmente senti um peso tirado dos meus ombros. Saí e o céu nunca esteve tão azul. A grama nunca esteve tão verde”, testemunhou.

Vinte dias depois de se converter, Deus o salvou de uma emboscada de seus rivais, que foram até sua casa para lhe matar. “Não quero mais viver assim”, orou o ex-gângster na ocasião.

Tomas foi liberto das drogas e aprendeu a não ser abusivo com a esposa. Mais tarde, Karina também se converteu e a família foi totalmente transformada. “Deus estava trabalhando em minha vida”, declarou o ex-gângster.

Hoje, Tomas e a esposa são pastores da The Door Church em Bellflower, na Califórnia, e levaram muitos amigos e familiares a Jesus.

Fonte: Guiame com informações de God Reports

Postar um comentário

0 Comentários