Ex-policial volta a andar após 10 anos paralisado: ‘Um milagre aconteceu comigo’

Ex-policial volta a andar após 10 anos paralisado: ‘Um milagre aconteceu comigo’

O ex-policial Bryan Lapooh sofreu um acidente, durante o serviço, fazendo com que ele quebrasse duas vértebras em seu pescoço. Isso fez com que seu lado direito ficasse paralisado.

Após o acidente, Bryan foi imediatamente socorrido e teve que realizar cirurgia de emergência. Na época, os médicos estavam confiantes de que ele logo se recuperaria totalmente.

Bryan passou horas em fisioterapia e contou com um andador e uma cinta de perna para se movimentar. Mas nos anos seguintes, nada aconteceu. Em vez disso, ele ficou permanentemente incapacitado e sofria de dores constantes.

Bryan conta que ficou em pânico com sua situação. “Eu era recém-casado, tinha acabado de perder meu pai, eu só pensava: Isso não pode ser real”, conta.

Com um filho recém-nascido, Bryan conta que começou a lutar com Deus em relação à sua situação. E seu desespero recorrente o levava à incredulidade às vezes.

“Eu sempre dizia: 'Senhor, por que isso está acontecendo comigo? Eu deveria ser um filho seu. E sinto que estou sendo espancado mais do que outra pessoa”, lembra o oficial. Mas com todo o questionamento, Bryan ainda clamou a Deus e pediu Sua ajuda.

A situação de Bryan estava piorando. Depois de mais de um ano de luta o ex-policial também começou a perder função do lado esquerdo do seu corpo e os médicos operaram seu pescoço novamente. Bryan conta que além da paralisia, tinha enxaquecas debilitantes.

A falta de perspectiva médica fez com que Bryan entrasse com pedido de aposentadoria.

Recorrendo à fé

Enquanto isso, sua esposa Meg se recusou a perder a perder a esperança de cura de Bryan. Acreditando que Deus curaria seu marido, ela frequentemente pedia à igreja e aos amigos que orassem por um milagre.

Meg também o levava a algumas conferências de cura, acreditando sempre que um dia Deus curaria Bryan.

Depois de dez anos tentando participar de conferências e orações de cura, um milagre aconteceu. Em 2019, Bryan e Meg participaram de outra conferência de cura.

Meg, pela fé, disse ao marido para não levar as muletas porque ele não iria mais precisar delas. Mas durante esse tempo, a incredulidade já enchia o coração de Bryan porque, ao longo dos anos, nada aconteceu. Ele não queria receber oração novamente.

Durante a conferência, Bryan não era chamado para receber oração, o que o frustrava, até que, em um momento ele sentiu alguém o garrando e o fazendo andar.

“Meu corpo começou a endireitar e então meus dedos começaram a mexer e eu dizia ‘meu Deus’”, relembra o homem, que disse que três pessoas tiraram seu colete, que o ajudava a dar firmeza no corpo, e mesmo assim ele estava andando de novo.

“Dei algumas voltas no santuário. Eles me soltaram e eu estava anda sozinho”, conta.

Seis meses depois em um relatório de médico de gestão da dor, Bryan não mostra sinais de deficiência e agora está trabalhando em tempo integral em uma pedreira.

Bryan anima as pessoas a persistirem na fé. “Quando foi a última vez que você viu um cara paralisado andar? Eu nunca tinha visto, até que fosse essa pessoa. É incompreensível, eu não posso explicar, só sei que estou vivendo isso. Esse milagre aconteceu comigo”, diz.

Fonte: Guiame

Postar um comentário

0 Comentários