'Jesus intercede até hoje’, diz Val Gonçalves sobre o poder da oração

'Jesus intercede até hoje’, diz Val Gonçalves sobre o poder da oração

Durante uma pregação que faz parte de uma série sobre “Disciplinas Espirituais”, Val Gonçalves, uma das líderes do movimento JesusCopy, deu explicações sobre oração e intercessão, de acordo com as Escrituras.

Ao citar Êxodo 30.7, onde diz que Arão deveria queimar incenso aromático sobre o altar, todas as manhãs e todas as tardes, pelas gerações, Val explica que esse era o trabalho do sacerdote, que era um mediador, ou seja, aquele que fazia intercessão entre Deus e o povo. 

“Ser um intercessor é estar entre duas partes ou duas realidades, entre Deus e os homens, entre céus e terra. O sacerdote é um intercessor e todos somos sacerdotes”, iniciou.

Ao falar sobre as “sombras” do Antigo Testamento, Val explica que o tabernáculo apontava para algo maior. “Cristo era o tabernáculo de Deus em nosso meio, era o cordeiro e o incenso simbolizava as orações do povo de Deus”, disse.

“Sem oração o sacerdócio está corrompido”

Val também diz que, por ter se “rasgado o véu de alto a baixo” — outra simbologia que ilustra o acesso direto a Deus, através de Cristo — os cristãos devem tomar seus lugares como sacerdotes. 

Com isso, a pastora aponta para a necessidade da oração entre os crentes: “Sem oração, o sacerdócio está corrompido. A oração é o nosso incenso, e sem incenso não tem culto, não tem adoração e sem isso não agradamos a Deus”, enfatizou.

“Todas as vezes que você ora, todas as vezes que você ‘como sacerdote’ acende o seu incenso [orações], isso chega direto na sala do Trono de Deus”, enfatizou.  

“Por que estamos falando sobre isso? Porque somos uma geração que ora pouco”, disse ao questionar “quantos de nós ora, pelo menos, pela manhã e ao entardecer?”. 

“Orar é simples, mas não é fácil”

“Como está sua vida de oração?”, Val insistiu em perguntar e seguiu encorajando a todos que orem mais “porque orar é simples”, ela disse.

“O ato de orar, hoje, é simples porque o Espírito Santo habita dentro de nós. Podemos orar em qualquer lugar, até uma criança pode orar. Mas, apesar de simples, não é fácil. Muitos não oram por falta de tempo ou porque não sabem orar”, apontou.

Incluindo entre as dificuldades de orar, o sono, a distração e a falta de interesse, Val destaca o “sono” como o maior problema na vida espiritual. “Nós estamos dormindo espiritualmente. É tanta indolência e tanta preguiça. Mas a Bíblia diz: ‘Desperta, ó tu que dormes, levanta-te dentre os mortos e Cristo resplandecerá sobre ti’ [Efésios 5.14]”, citou.

“Orar não é sobre o momento ser ruim ou bom, orar é estar na companhia de Jesus e não importam as circunstâncias. Jesus orou num momento de agonia e Ele estava acordado e despertado”, mencionou.

“Nós desconhecemos o poder da oração”

“Se Jesus, sendo Deus, orou durante todo o seu ministério, como nós podemos não orar? E Jesus continua tendo uma vida ativa de oração, porque a Bíblia diz que Ele continua intercedendo por nós”, lembrou. 

Val relacionou a oração à eternidade. “Como queremos ir para a eternidade sem a oração. A eternidade é isso: conversar, conviver, se encontrar, falar e ouvir a Deus”, disse.

“Mas nós não oramos por desconhecer o poder da oração. Se Abraão não tivesse orado, Ló teria morrido em Sodoma. Se Moisés não tivesse orado, Israel teria sido fulminada por Deus. Se Ana não tivesse orado, Samuel não teria nascido. Se Davi não tivesse orado, não seria um homem segundo o coração de Deus”, exemplificou.

“Você conhece o poder da oração? O que está deixando de acontecer em nossas vidas por falta de oração? Os sacerdotes não estão em seu lugar de oração. Precisamos de mais homens e mulheres intercessores, pois há uma grande necessidade de encher a sala do Trono de incenso. A oração tem poder, concluiu.

Fonte: Guiame 

Postar um comentário

0 Comentários