Comparsa de ladrão que morreu após oração de vítimas se entrega

Comparsa de ladrão que morreu após oração de vítimas se entrega

O comparsa do ladrão que morreu enquanto tentava assaltar um grupo de religiosos no sábado (5) em Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte, se entregou à Polícia Civil na terça-feira (8).

Segundo informações do órgão, o suspeito foi levado para uma delegacia da cidade, onde vai prestar depoimento sobre o caso.

Ele e o comparsa, Luiz Felipe de Sales, de 23 anos, tentaram assaltar o grupo que orava em um monte no bairro Paraíso das Piabas. A dupla teria sido repreendida pelo pastor Thiago Souza, que fez uma oração para os jovens. Em seguida, Sales teria caído ao chão, já sem vida.

— Eu estendi a mão e falei: “Jovem, não faça isso. Jesus te ama, nós somos homens de Deus”. Ele só virou o olho e caiu para trás, já morto.

Os fiéis ainda tentaram reanimar o jovem, mas ele morreu no local. O comparsa tentou continuar o assalto, mas acabou se arrependendo e desistiu da ação. O pastor afirma ter dado cerca de R$ 18 para o suspeito pegar um ônibus e voltar para casa. Após a confusão, o grupo descobriu que a arma utilizada pela dupla era falsa.

Após o segundo criminoso ir embora, a Polícia Militar foi acionada. De acordo com o tenente Vicente Rodrigues, o corpo não apresentava nenhum sinal de violência. O militar levanta a hipótese do suspeito ter sido vítima de um mal súbito.

— A perícia vai investigar se ele sofreu algo durante a ação, talvez causado pelo uso de entorpecentes. A apuração das informações fica a cargo da Polícia Judiciária.

Em nota, a Polícia Civil informou que o inquérito continua em andamento e será concluído em até 30 dias.


Fonte: R7


Postar um comentário

0 Comentários