Menino de rua supera infância difícil e cria projeto para crianças em risco: “Deus me viu”

Menino de rua supera infância difícil e cria projeto para crianças em risco: “Deus me viu”

O ex-menino de rua, Peter Matubazi, superou sua infância traumática e hoje adulto, criou uma organização que leva esperança e nova perspectiva para crianças em vulnerabilidade social nos EUA, como ele já esteve na África.

Peter nasceu em Uganda, e como muitas crianças ao redor do mundo, teve uma infância muito difícil, enfrentando a extrema pobreza, abuso e desesperança.

“Eu realmente não tive uma boa infância. A maioria das crianças que nasciam, morreria antes dos dois anos de idade. Eu não recebi um nome até os dois anos”, contou Matubazi ao podcast “Jesus Is All We Need”, ao explicar sua situação em Uganda.

Na casa de Peter, a comida era sempre escassa, não tinham condições de fazer duas refeições por dia. Havia apenas feijão ou batata para comer, mas nunca os dois juntos. A família também tinha que caminhar por horas para garantir água potável.

“A vida era miserável em todas as formas. Ninguém nunca me disse para sonhar ou mesmo ter esperança”, confessou Peter.

Além de enfrentar a falta de recursos básicos e a extrema pobreza, Peter também tinha que lidar com o abuso do próprio pai, o que o levou a fugir de casa aos 10 anos de idade. O menino passou a viver nas ruas durante os quatro anos seguintes e sua situação só piorou.

“Em casa, disseram-me que nunca seria nada. Nas ruas, fui tratado como um animal perdido”, disse ele.

Sem perspectiva de ter uma vida digna, Peter experimentou uma dose de esperança quando um homem gentil passou a alimentá-lo e a lhe falar palavras de afirmação. O gesto de seu ajudador fez o menino pensar: “Uau, não estou sozinho, sou um presente,fui escolhido”.

O apoio que recebeu na infância ajudou Peter a superar sua infância traumática e o levou a sonhar com uma nova vida. Ele acabou indo para um internato e mais tarde se mudou para os EUA e alcançou sucesso.

Peter Matubazi jamais esqueceu a ajuda que recebeu daquele homem. E hoje adulto, tem trabalhado para também ajudar crianças na mesma situação de risco que enfrentou.

Ele decidiu adotar uma criança que precisava de amor, como ele um dia precisou.  “Eu tinha um quarto extra. Eu queria ser uma fosse uma fonte de bênção para uma criança. Eu não conseguia dormir sabendo que havia uma criança na vizinhança que não tinha para onde ir”, explicou.

Matubazi também criou a organização “Now I Am Known” (em português “Agora Sou Conhecido”), que entrega bichos de pelúcia a crianças em vulnerabilidade social por todo o EUA, como um lembrete de que são importantes e vistas. Peter acredita no poder de transformação ao dizer para as crianças: “você pertence, você é escolhido, você não é um erro”.

“Eu era um menino de rua, mas [Deus] me fez conhecido. E é isso que estou fazendo pelas crianças em um orfanato. Você não está sozinho, você é especial, você é visto”, afirmou.

Fonte: Guiame

Postar um comentário

0 Comentários