Ateus pedem que FBI pare de promover orações e aconselhamento pastoral

Ateus pedem que FBI pare de promover orações e aconselhamento pastoral

Uma organização que milita por ateus e agnósticos nos EUA, a Freedom From Religion Foundation, está advertindo o FBI por propagar a fé cristã dentro do Departamento Federal de Investigação.

Em comunicado publicado em 9 de março, a FFRF diz que um funcionário do FBI relatou sua preocupação com o aumento da “promoção religiosa” na unidade policial.

“O FBI supostamente tem um capelão que oferece uma invocação cristã nas cerimônias de formatura do FBI e permite que figuras religiosas entrem na seção VIP durante os eventos da Academia do FBI”, diz a organização ateísta em comunicado.

Eles também alegam que uma supervisora do FBI, a diretora-assistente Renae McDermott, encaminhou um e-mail do capelão da Academia para todos os funcionários, com a seguinte mensagem: “Existe um poder divino encarregado de todas as coisas. Todos vocês são muito estimados e tenho orado por vocês e seus entes queridos a cada semana… Eu reabasteci a capela com Bíblias, MP3 e folhetos para todos”.

Os ateus também criticam as orações feitas em eventos do FBI, como cerimônias de formatura da Academia.

“As instituições com financiamento público não podem apoiar, promover ou endossar a religião ou se envolver em exercícios religiosos”, disse o advogado da FFRF, Christopher Line, em carta enviada a McDermott, em 26 de fevereiro. 

Além disso, a FFRF chama de “coercivo e constrangedor” o convite para agentes do FBI, suas famílias e amigos e oficiais participarem de orações coletivas.

Capelães do FBI

O FBI possui um programa de capelania com cerca de 130 capelães, que atuam para fornecer ajuda psicológica, emocional e espiritual aos funcionários do Departamento de Investigação. 

Segundo o site do FBI, seus capelães são sacerdotes ordenados. Embora alguns possam liderar uma igreja, sinagoga ou mesquita, os capelães do FBI fornecem apoio espiritual e orientação a uma população mais ampla no Bureau. “Eles são acessíveis a qualquer pessoa, independentemente da fé”, diz a publicação.

O programa de capelania também foi alvo da reclamação dos ateus, alegando que o FBI “apoia a religião em geral e o cristianismo em particular”. “É por isso que a FFRF aconselha a Academia a encerrar seu programa de capelania”, pedem.

Apoio espiritual

De acordo com o FBI, os capelães são protegidos pelas regras do local de trabalho, mas não são pagos. Muitos são capelães de outras organizações ou lideram suas próprias congregações. A unidade policial destaca ainda que “eles não fazem proselitismo durante seu trabalho com o FBI”.

Os capelães podem ajudar a responder às perguntas mais profundas no coração de funcionários do FBI que testemunham tragédias ou problemas pessoais, diferentemente de outros profissionais treinados para lidar com a saúde mental.

“Às vezes, a pergunta comum ao enfrentar essas cenas é: 'Por que, Deus?'”, disse Gary Morefield, pastor do GV ​​Christian Center em Henderson e capelão do FBI em Las Vegas.

“Geralmente, minha primeira resposta é: ‘Não sei por que isso aconteceu. Eu gostaria de saber. Podemos nunca saber a resposta’”, disse Morefield. “Se eu estivesse trabalhando com uma pessoa de fé, eu diria a ela: ‘Eu sei que Deus está aqui conosco e sofrendo com você’”.

Fonte: Guiame

Postar um comentário

0 Comentários