Pastor Franklin Graham reúne mais de 100 mil pessoas em live de oração pelos EUA

Pastor Franklin Graham reúne mais de 100 mil pessoas em live de oração pelos EUA

Poucas horas antes do dia da eleição nos Estados Unidos, o pastor e evangelista Franklin Graham organizou na noite da última segunda-feira (2), um evento de oração, para clamar pelos EUA como nação, expressar a Deus o arrependimento de pecados, como o aborto, o racismo e a destruição da Família e também pedir que seja derramada cura sobre o país, que encontra-se politicamente dividido.

Mais de 100.000 pessoas em todo o país e no mundo inteiro assistiram e oraram com o evangelista, segundo dados divulgados pela Associação Evangelística Billy Graham (EUA).

“O futuro do nosso país pode dar uma guinada drástica amanhã”, disse Graham durante a transmissão ao vivo. “Acho importante que reservemos um momento para pedir a Deus por Sua sabedoria e ajuda”.

Orar e votar

Logo no início da live, Graham destacou a importância da oração e lembrou que votar não é apenas um benefício da democracia, mas também uma grande responsabilidade.

"Eu acredito no poder da oração e a Palavra de Deus diz que Ele ouve as orações de Seu povo", disse o pastor. "Nós temos um grande privilégio neste país, na América. E este privilégio é votar. Poucas pessoas na história tiveram a oportunidade de eleger as pessoas que iriam liderá-las. Eu não acho que os egípcios elegeram seus faraós. Os reis e rainhas da Europa, eu não acho que eles foram eleitos. Mas para que a república democrática realmente funcione, nós precisamos de Deus, precisamos de Sua ajuda".

"Eu gostaria de separar alguns momentos para orar e focar as nossas orações e nossos corações em Deus e nossa necessidade Dele. Nós precisamos de Seu perdão, Sua misericórdia e Sua ajuda”, acrescentou, antes de fazer a primeira oração.

Arrependimento

Em sua oração, Graham reconheceu que Deus esteve com sua mão sobre os EUA, desde a fundação do país e pediu ajuda a Ele, para que aquela continue sendo “uma nação sob Deus”.

“Pai celestial, nós nos colocamos diante de Ti nessa véspera de eleição e agradecemos pelas liberdades que temos neste país, pelo privilégio de eleger aqueles que irão nos liderar. Muitos ao redor do mundo não têm esse privilégio. As bênçãos que a América têm experimentado vêm das Tuas mãos. O Senhor trabalhou em nossos corações e mentes para desenvolver a fundação deste grande país em nossa Constituição, que funcionou tão bem por 233 anos”, disse.

“Pai, esta noite, nós te agradecemos. Nós entendemos que com estas bênçãos, vem uma grande responsabilidade. Senhor, pedimos por Tua ajuda, e preservando essas liberdades, preservando a América como uma nação sob Deus pelas gerações futuras”, acrescentou.

Ainda em sua primeira oração, o evangelista também pediu perdão pelos pecados de sua nação.

“Pai, nós somos uma nação que tem pecado. O assassinato dos não-nascidos no ventre da mãe, a destruição do lar, a redefinição do casamento, racismo… nós pedimos por Teu perdão. Nós também confessamos a Ti nosso orgulho e arrogância como nação. Pai, por favor, perdoe nossos pecados, cure a nossa terra, em nome de Jesus, nós oramos. Amém”, pediu.

Unidade

Em sua segunda oração, Graham destacou o quanto se entristece ao ver seu país dividido por questões políticas, raciais e tantas outras. Por isso clamou a Deus por unidade.

“Pai celestial, nosso país está tão dividido. Isso causa sofrimento ao nosso coração e temos certeza que também causa ao Teu. O ódio que vemos em tantos corações é tão chocante. Muitas comunidades sentem que são negligenciadas e que suas vozes não são ouvidas. Sua Palavra nos diz que uma casa dividida não se sustentará”, orou.

“Nossa única esperança está em Ti, Pai. Nós Te pedimos que o Senhor traga cura à nossas comunidades. Pedimos que o Senhor traga unidade entre nossos líderes. Nos ajude a ser uma nação sob Deus. Pai, nós oramos isso no nome poderoso do Teu filho, nosso Senhor e salvador, Jesus Cristo, amém”, finalizou.

Fonte: Guiame

Postar um comentário

0 Comentários