Mãe vive milagre após médico dizer que bebê nasceria morto: “Me senti chamada a orar”

Mãe vive milagre após médico dizer que bebê nasceria morto: “Me senti chamada a orar”

Um casal norte-americano decidiu não ter sua fé abalada pelo laudo médico e crer que Deus poderia fazer seu terceiro filho sobreviver ainda no útero da mãe.

Jessica e Mike estavam animados para ver o sexo do bebê na ultrassom do segundo trimestre de gestação. Ao invés disso, o exame indicou que o desenvolvimento do bebê estava com quatro semanas de atraso e o líquido amniótico da mãe estava baixo.

O médico disse ao casal que o bebê não sobreviveria. “Ele disse que quando o batimento cardíaco parar, teremos que induzir o parto e dar à luz um bebê morto”, contou Jessica ao programa 700 Club. 

O casal que estava preparando o quarto do bebê teria agora que organizar seu funeral. “Isso foi muito difícil”, comentou Mike.

Eles pediram então as orações de amigos e familiares para enfrentar este momento difícil. “Eu sabia que precisaria ter uma força sobrenatural para superar esse medo”, lembra a mãe.

Mesmo ainda arrasados com a notícia, com o passar dos dias, Jessica podia sentir o bebê vivo em sua barriga. Ela viu a notícia do testemunho de uma mulher que foi curada do câncer através da oração e creu que também poderia viver um milagre. 

“Eu me senti chamada a orar de acordo com a vontade de Deus”, conta Jessica, que também teve apoio de uma corrente de orações de sua igreja.

O casal fez uma nova ultrassom e desta vez pode ouvir os batimentos cardíacos do bebê. Eles, então, continuaram orando para que o líquido amniótico de Jessica aumentasse e o bebê crescesse. 

Duas semanas depois, Jessica foi informada pelo médico que o bebê dobrou de tamanho e o líquido amniótico aumentou.

“O médico disse: 'Não tenho nenhuma explicação para você'. Eu disse 'não precisamos de uma explicação. Muitas pessoas oraram por nós'”, lembra Jessica. “De repente, a história mudou. Foi inacreditável”, disse Mike.

Em 26 de junho, nasceu Samuel Gerard Tony — um pouco pequeno, mas perfeitamente saudável. Hoje ele é uma criança cheia de energia e Jessica diz com convicção que ele é um milagre de Deus.

“O maior milagre que aconteceu foi o milagre que Deus fez dentro do meu coração antes de curar meu bebê. Ele me fez aceitar o que quer que fosse acontecer”, diz Jessica. Mike acrescentou: “A verdadeira transformação é saber que temos um Deus que é bom e que nos ama. A única coisa que realmente importa é nosso relacionamento com Ele”.

Fonte: Guiame

Postar um comentário

0 Comentários