“Deus ouve nossas orações”, diz Trump em evento de intercessão por afetados pela Covid-19

“Deus ouve nossas orações”, diz Trump em evento de intercessão por afetados pela Covid-19

No domingo (11), o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump participou de uma conferência telefônica transmitida ao vivo pela internet, intitulada "Call to Prayer" (“Chamado para Oração”). O evento teve como objetivo interceder por pessoas afetadas pela pandemia da COVID-19. Também na reunião estavam vários líderes cristãos proeminentes, conforme relatou o site ‘Premier Christian News’.

"Cada família que perdeu um ente querido ... eu só quero fazer uma oração extra especial", disse Trump ao telefone. “As pessoas perderam entes queridos, isso nunca deveria ter acontecido. Ninguém tinha ouvido falar de uma coisa assim alguns meses antes, e de repente, eles estão perdendo pessoas”.

“Quero dar minhas mais calorosas condolências às famílias que perderam alguém. Já perdi muitos amigos”, acrescentou.

Trump então encorajou os espectadores dizendo: “Deus ouve nossas orações” e “Ele está sempre conosco e nos ajudará a superar esse desafio”.

O presidente também disse que recentemente testou negativo para COVID-19, depois de ter contraído a doença no início deste mês.

Em seus comentários finais, Trump agradeceu a Deus por “fazer milagres" e pediu a Ele "sabedoria e graça para continuar a liderar nosso país, e para liderá-lo no nível mais alto".

A nora do presidente dos EUA, Lara Trump, foi a anfitriã do “Chamado para Oração”, realizado no último domingo e disse aos espectadores que o evento continuará sendo transmitido todos os domingos, às 17h.

Vários líderes carismáticos, incluindo a pastora e conselheira presidencial Paula-White Cain, Joni Lamb da Daystar, o televangelista James Robison e o Rev. Samuel Rodriguez participaram da oração de domingo.

O ex-astro do beisebol Darryl Strawberry também esteve presente na chamada, de acordo com o Charisma News. Strawberry, que já lutou contra as drogas, agora serve como ministro ordenado e ajuda outros que querem se livrar do vício.

Strawberry encorajou Trump chamando-o de “guerreiro e lutador”. Ele citou a história de Josué no Antigo Testamento e afirmou que Deus escolheu Trump como o líder da nação e convocou a igreja a "se levantar e proclamar as boas novas de Jesus".

Já o televangelista James Robinson seguiu com algumas palavras encorajadoras de sua autoria para Trump, agradecendo-o por seu serviço ao país e alertando os telespectadores contra as fake news da mídia, que ele chamou de “notícias da cobra”.

"Você e toda a sua família realmente nos mostraram como amar o nosso próximo como a nós mesmos ... Você literalmente deixou seu estilo de vida, deixou seu conforto, para buscar o que era melhor não só para sua família, seus filhos e netos, mas para minha família, meus filhos, meus netos e agora bisnetos ", disse o televangelista.

“Você realmente provou que sabe que a sabedoria vem de cima, e você a quer, e quer o que é melhor para cada americano”, acrescentou.

Na segunda-feira (12), Trump realizou seu primeiro comício de campanha desde seu diagnóstico COVID-19. A manifestação, realizada em Sanford, Flórida, estava lotada, relata o The Wall Street Journal.

Ao mesmo tempo, o médico de Trump, Dr. Sean Conley, afirmou em um memorando que o presidente testou negativo para a doença por uma série de "dias consecutivos" e não é mais contagioso para outras pessoas.

Fonte: Guiame

Postar um comentário

0 Comentários