Ministros oram por Bolsonaro, dias antes do presidente passar por cirurgia

Ministros oram por Bolsonaro, dias antes do presidente passar por cirurgia

Na terça-feira, ministros do governo Bolsonaro aproveitaram o momento de uma reunião para orar pelo presidente, que será submetido a uma cirurgia de retirada do cálculo que tem na bexiga.

Um registro do momento foi compartilhado pela ministra Damares Alves em sua página do Facebook, que destacou sua emoção em poder estar ali presente.

“E hoje em nossa reunião com o Presidente Bolsonaro, paramos para orar por sua saúde e pela pequena cirurgia que fará”, escreveu ela na publicação. “Vivi para ver este momento! Deus é fiél!! Deus abençoe o Brasil!”.

A oração foi conduzida pelo pastor e Ministro da Educação, professor Milton Ribeiro.

"Colocamos a vida do nosso presidente diante de ti. O Senhor sabe o que ele tem passado, suas preocupações, e agora, essa questão de enfermidade", disse o Rev. Milton em oração. "Que o Senhor dê habilidade e inteligência aos médicos e que muito em breve, ele esteja totalmente recuperado".

A previsão é que a cirurgia de Jair Bolsonaro ocorra na próxima sexta-feira (25). O procedimento será realizado pelo urologista Miguel Srougi no Hospital Vila Nova Star, da Rede DOr São Luiz, em São Paulo.

Na segunda-feira (21), o presidente também esteve no serviço médico do Palácio do Planalto, onde realizou exames pré-operatórios.

A cirurgia é considerada simples e a previsão é a de que Bolsonaro fique de um a dois dias hospitalizado. Este será o sexto procedimento cirúrgico ao qual Bolsonaro será submetido, desde que levou uma facada em 6 de setembro de 2018, durante a campanha para a eleição presidencial.

Jair Bolsonaro tem demonstrado tranquilidade quanto à cirurgia, falando sobre a enfermidade com bom humor.

“Esse cálculo aqui é de estimação. Eu tenho há mais de cinco anos, está na bexiga. É maior que um grão de feijão. Resolvi tirar porque deve estar aí ferindo internamente a bexiga", afirmou ele, ao comunicar sobre a cirurgia a um grupo de apoiadores.

Fonte: Guiame

Postar um comentário

0 Comentários